Ivory

Carregando...

Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Soft Skills: o que são, como desenvolver e quais se destacam no mercado de trabalho

Soft Skills: o que são, como desenvolver e quais se destacam no mercado de trabalho

Profissional de TI - por Fernanda Pinheiro

desenvolver soft skills exemplos
Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, uma maneira simples e efetiva de se destacar é desenvolvendo as suas soft skills. Descubra exemplos das soft skills mais demandadas pelo mercado e como você pode desenvolvê-las!

Quem não quer um bom emprego? A disputa no mercado de trabalho por uma vaga com benefícios, boas remunerações e um ambiente estimulador sempre foi grande, mas ela é particularmente mais intensa em períodos de alto nível de desemprego, como tem sido o caso nos últimos anos. 

Nessa competição acirradíssima, uma boa maneira de se destacar em meio a tantos competidores é desenvolver as suas soft skills. Empresas de todos os tipos e tamanhos têm um apreço cada vez maior por profissionais com boas habilidades sociais ou comportamentais, como também é conhecida.

Quer saber mais sobre soft skills e entender como elas podem ajudar você a se tornar mais competitivo no mercado de trabalho? Continue lendo o texto e descubra:

O que são soft skills?

Soft skills podem ser definidas como habilidades fundamentais para criar e manter boas relações em diversos tipos de ambiente, como no local de trabalho.

Essas habilidades estão diretamente relacionadas, por exemplo, aos traços de personalidade dos indivíduos de uma equipe, bem como aos comportamentos de uns com os outros.

Alguns exemplos de soft skills são:

  • ter empatia;
  • saber escutar os outros;
  • conseguir se comunicar de forma clara;
  • agir de forma ética;
  • ser flexível às mudanças;
  • saber lidar com pressão.

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, essas habilidades sociais acabaram se tornando um grande diferencial na hora de disputar uma vaga. E, ao contrário do que muitos imaginam, independentemente da sua personalidade ou forma de pensar, suas soft skills podem sempre ser desenvolvidas ou aprimoradas. 

Todo indivíduo é único em seu jeito de ser. Mas em uma empresa, pessoas diferentes precisam conviver em harmonia e manter boas relações de trabalho. Manter boas relações sociais com seus pares é fundamental não apenas para manter a equipe unida, mas também para criar um ambiente de alta produtividade. 

Afinal, como é possível se concentrar em um local de trabalho que diariamente se transforma em palco para intrigas, destratos e desafetos? Além de impossibilitar a concentração, o clima em um ambiente de trabalho conflituoso pode ser extremamente tenso, desconfortável e desmotivador para todos os colaboradores da empresa — mesmo para aqueles que não se envolveram em conflito algum.

Por isso, de um modo geral, as organizações estão mostrando um apreço cada vez maior por pessoas com boas soft skills. 

Isso significa que para conseguir uma boa vaga de trabalho, não basta mais ter somente uma boa capacidade técnica. É preciso ter inteligência emocional, boas habilidades sociais e saber se relacionar de forma harmoniosa e respeitosa com todos.

Qual a diferença entre soft skills e hard skills?

Até agora nós falamos apenas de soft skills, mas para ser bem-sucedido em um emprego, você com certeza precisará de hard skills, também. As hard skills são mais fáceis de entender: são aquelas habilidades essenciais para executar as tarefas e funções específicas de determinada atividade profissional.

Para se tornar um professor de inglês, por exemplo, você precisa ter o domínio gramatical e oral da língua. O mesmo se aplica a um programador, que precisa dominar ao menos uma linguagem de programação para poder trabalhar como um desenvolvedor.

Na maioria dos casos, as pessoas enfatizam as suas hard skills em detrimento das suas soft skills. Mas embora sejam o cerne do trabalho realizado, pessoas com excelentes habilidades técnicas podem ser deixadas de lado por uma empresa se não forem capazes de manter boas relações com seus pares.

Uma forma de sintetizar a diferença entre as duas é dizer que as hard skills são necessárias para conseguir uma entrevista de emprego, mas para realmente conquistar a vaga e se manter bem empregado, você precisa desenvolver suas soft skills.

E vale acrescentar aqui que as soft skills são muito mais amplas em termos de aplicabilidade. Isto é, ao desenvolver as suas soft skills, esse conhecimento novo será aplicável a qualquer tipo de emprego, campo de atividade ou nível de senioridade.

Hard skills, por sua vez, podem ser bastante restritas a determinadas funções e ramos de atividade, o que acaba reduzindo o seu campo de aplicabilidades.

Quais habilidades sociais são mais demandadas pelo mercado?

Como falamos anteriormente, o mercado de trabalho de hoje demanda boas soft skills. Em linhas gerais, quanto maior for a taxa de desemprego ou a quantidade de oferta de mão-de-obra para determinada vaga, maior será a demanda do mercado por profissionais com boas habilidades sociais.

O leque de soft skills é grande, e não há um limite para quantas habilidades você possa aprender. Contudo, se deseja se concentrar naquelas mais exigidas por empresas na hora de contratar alguém, essas são algumas das soft skills que você pode priorizar:

Autoconhecimento

Você provavelmente já teve que responder em uma entrevista de emprego “qual a sua maior fraqueza?”, não é mesmo? Ao fazer essa pergunta, o que a pessoa que conduz o processo seletivo quer saber é se você demonstra ter autoconhecimento, uma habilidade essencial para o convívio dentro das empresas.

Autoconhecimento significa reconhecer os seus limites e suas potencialidades, e ter  uma boa percepção de si permite dar um ajuste fino nos seus instintos naturais na hora de reagir a determinadas situações. 

Se você se conhece e sabe que não lida bem com pressão, por exemplo, é mais fácil apontar caminhos para lidar com essa dificuldade, como exercícios respiratórios e meditação. 

O autoconhecimento, então, pode ser encarado como uma habilidade social primária, necessária para identificar seus pontos fortes e fracos.

Adaptabilidade

Acompanhar às mudanças não é tão difícil: o difícil, mesmo, é se adaptar bem a elas. A adaptabilidade é chave para lidar com um mercado de trabalho que se renova a cada instante e onde boas práticas podem se tornar velhas em um piscar de olhos. 

Mas ser adaptável não significa deixar de ter seus próprios valores e individualidades, pelo contrário. O seu caráter não deve mudar por causa de um emprego ou uma empresa: a questão, aqui, é se adequar da melhor maneira possível às demandas do mercado na medida em que elas surgirem.

Com o home-office em alta, gestores e empresários com décadas de experiência tiveram que se adaptar ao trabalho em casa em pouquíssimo tempo. Portanto é um exemplo perfeito do que significa ser adaptável e porque a adaptabilidade é tão valorizada pelas empresas.

Inteligência emocional

A inteligência emocional costuma ser menos compreendida do que outras habilidades sociais, mas é uma das social skills mais importantes a se aprender. 

Podemos definir inteligência emocional como a capacidade de um indivíduo de gerenciar as suas próprias emoções e reconhecer as emoções de outros. Ter uma boa inteligência emocional é fundamental para saber lidar com frustrações e momentos de grande pressão, e é particularmente essencial para posições de liderança.

Ser um líder significa, muitas vezes, ser a pessoa mais emocionalmente resiliente da equipe. Conseguir lidar com as emoções suas e dos outros, manter uma mão firme em momentos difíceis, saber a hora de pressionar ou aliviar pressões, todas essas são características de uma liderança forte, e todas estão diretamente relacionadas à inteligência emocional.

Como desenvolver soft skills?

Para entender como desenvolver suas soft skills, é preciso antes saber a diferença entre duas coisas: traços de personalidade e habilidades sociais. Os traços principais da nossa personalidade são inatos, ou seja, particulares a cada um. Eles fazem parte de nós e são integrais à nossa identidade, portanto são relativamente imutáveis.

Por outro lado, ao conviver com outras pessoas ao longo das nossas rotinas, aprendemos novas habilidades sociais diariamente. Essas, sim, são passíveis de serem aprimoradas, então na hora de pensar em desenvolver suas soft skills, o seu foco deve ser nas habilidades sociais que induzem os nossos comportamentos. 

Com isso esclarecido, o primeiro passo para desenvolver soft skills é identificar quais você deseja aprimorar. Você pode começar por aquelas mais exigidas pelas empresas, ou a partir de seus próprios pontos fortes e fracos. Se você não sabe quais são eles, converse com amigos e familiares e peça um feedback das suas habilidades sociais.

Desta forma, se pessoas que te conhecem afirmam que você poderia ser mais empático, por exemplo, esse é um bom caminho para começar. A empatia é fundamental para um ambiente de trabalho. 

Ser um profissional empático significa que você se colocará no lugar de seus pares sempre que uma decisão tiver que ser tomada. Significa também que na hora de oferecer feedback, você poderá ser muito mais construtivo e positivo em suas respostas. 

Essas são questões caras para uma empresa que deseja extrair o potencial máximo de seus colaboradores. E, por isso, profissionais que se mostram empáticos ganham vantagem na hora de concorrer uma vaga.

O melhor jeito de desenvolver a sua empatia é simplesmente se lembrar de pensar no outro. Se você vai tomar uma decisão que afeta os seus colaboradores e parceiros, tire um tempo para pensar as diversas formas que isso impactará àqueles em sua volta. Meditar também pode ser uma ferramenta poderosa para construir empatia.

Mas cada caso é um caso, portanto diferentes habilidades sociais vão exigir outras estratégias de desenvolvimento. Se o feedback que você recebeu do seu círculo próximo de amizade é que você precisa melhorar sua comunicação, a receita para desenvolver essa habilidade será outra.

Uma forma simples de melhorar a sua comunicação pessoal é praticando consigo mesmo no espelho, por exemplo. Cadenciar a sua respiração, oferecer atenção direta a uma pessoa enquanto ela fala, evitar goma de mascar enquanto se comunica, saber criar contato visual não intrusivo, todas essas são formas simples e efetivas de melhorar a sua comunicação com os outros.

Caso você queira acelerar o seu desenvolvimento de soft skills, você pode contar com o auxílio de profissionais especializados no assunto. E se você for o líder de um time, pode até convidar especialistas em soft skills para conduzir a aprendizagem diretamente com o seu grupo de colaboradores.

Esse foi nosso texto sobre soft skills. Se você gostou, não deixe de conferir os seguintes conteúdos:

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...