Ivory

Carregando...

Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Recolocação profissional: o que é, por que fazer e como realizá-la?

Recolocação profissional: o que é, por que fazer e como realizá-la?

Profissional de TI - por Fernanda Pinheiro

profissional confuso pensa como fazer sua recolocação profissional no mercado de trabalho
Perdeu o emprego ou está desanimado com sua carreira e quer um novo começo? Fazer uma boa recolocação profissional é essencial para conseguir uma boa posição o quanto antes. Leia e descubra o que é recolocação profissional, por quê fazê-la e como realizá-la!

Sabe o que Steve Jobs, J.K. Rowling e Oprah Winfrey têm em comum? Embora cada um atue em áreas bem distintas, todos já tiveram que lidar com demissões, e precisaram fazer uma recolocação profissional no mercado de trabalho.

Perder um emprego é natural, e todo mundo acaba enfrentando isso em um momento ou outro. Entretanto, para voltar com tudo e encontrar uma nova posição da melhor forma possível, é preciso arregaçar as mangas e tomar as atitudes corretas.

Então, se você foi recentemente demitido, ou se está pensando em mudar de emprego, este texto foi feito especialmente para você! 

Continue lendo e descubra:

O que é recolocação profissional?

É difícil que você já tenha ouvido falar na expressão “recolocação profissional”. Mas, na prática, é quase certo que você já sabe o que significa. 

De forma resumida, se recolocar profissionalmente significa tomar medidas para trocar de emprego e/ou se reinserir no mercado de trabalho. Ou seja, conseguir um novo emprego.

Esse processo de recolocação pode ocorrer antes ou depois de ser demitido (ou pedir demissão), e envolve coisas como repaginação do currículo, aquisição de novas habilidades, realização de treinamentos, etc. 

Por que a recolocação profissional é importante?

A recolocação profissional é essencial para conseguir se inserir no mercado de trabalho. A competição por vagas tende sempre a ficar cada vez mais intensa, e os empregadores, mais exigentes.

Dessa forma, não se recolocar pode ser visto como uma forma de estagnação ou desmotivação profissional, algo que as empresas não enxergam com bons olhos.

Existem também pesquisas que apontam que profissionais de RH, aqueles que geralmente possuem a palavra final para realizar uma contratação, têm preferência por profissionais já empregados.

Foi o que revelou relatório feito pela WorkPlace Trends com 129 RHs nos Estados Unidos: 80 em cada 100 afirmaram dar preferência a candidatos empregados. 

A justificativa para tanto é que os já empregados colocam seus conhecimentos profissionais na prática todo dia. 

Ou seja, quanto mais tempo o profissional ficar de fora do mercado de trabalho, menores as chances dele manter esse conhecimento vivo e em dia.

Daí a importância enorme de se investir na sua recolocação profissional. Afinal, é uma sinalização direta para os recrutadores de que, independente de estar empregado ou não, você está se mantendo ativo, motivado e atualizado dentro da sua área de atuação.

Por fim, vale notar também que, no caso de uma vaga que precisa ser preenchida com urgência, existe uma pequena vantagem para candidatos desempregados. 

Isso porque contratar alguém já empregado sempre envolve um período de transição de empregos, normalmente de 10 a 30 dias. Assim, se a urgência for muito grande, o RH acaba dando preferência para contratar alguém desempregado e/ou disponível para início imediato.

Como se inserir no mercado de trabalho?

Pronto, dito tudo isso, vamos ao ponto principal do texto. Nós separamos 6 dicas imperdíveis para você ser bem-sucedido em sua recolocação profissional. Confira!

6 dicas para ter sucesso na recolocação profissional

  1. Revisar e atualizar o seu currículo

    O currículo é o seu passaporte de entrada para qualquer empresa. A partir de um currículo bem feito, capaz de ressaltar a sua experiência profissional e evidenciar as competências e habilidades que a posição que você almeja requer, as suas chances de conseguir avançar no processo seletivo crescem de forma significativa. 

    Portanto, é importante investir bastante tempo no seu currículo. Deixe-o sempre atualizado, e seja rígido na busca por erros de português e de digitação. Afinal, eles podem passar um tom pouco profissional aos empregadores e minar suas chances de sucesso.

  2. Realizar novos cursos e especializações

    Como você viu anteriormente, estar por dentro das novidades em seu campo de atuação é uma peça fundamental para a sua reinserção no mercado de trabalho. 

    Por isso, investir em cursos e especializações dentro da sua área é uma excelente maneira de se atualizar, adquirir novos conhecimentos e, claro, mostrar serviço aos seus possíveis recrutadores. 

    E, depois que conseguir o seu certificado de conclusão do curso, não deixe de colocá-lo à mostra no currículo e em seu perfil no LinkedIn.

  3. Ativar os contatos em sua rede de networking

    Já que falamos em LinkedIn, vamos à nossa terceira dica: amplie a sua rede de networking e utilize os seus contatos.

    O networking é uma das melhores maneiras para conseguir um emprego: de acordo com pesquisa feita pelo The Adler Group com 3 mil profissionais, mais de 80% revelou ter conseguido um emprego por meio do networking.

    Por outro lado, o LinkedIn se tornou o principal espaço para criar e desenvolver redes de networking. Dessa forma, é de extrema importância que você tenha um perfil na plataforma – completo e sempre atualizado – onde você possa engajar e interagir com outros profissionais do mercado de trabalho.

    Por fim, não se esqueça de inserir a opção #OpenToWork, para avisar aos recrutadores presentes no LinkedIn que você está disponível e em busca de um novo emprego.

  4. Iniciar novos projetos em áreas afins

    Tomar iniciativa na criação de um projeto pessoal também é um possível caminho para capturar a atenção dos recrutadores e conquistar a tão sonhada vaga.

    Por exemplo, se você é um desenvolvedor de TI, criar um projeto pessoal envolvendo conhecimentos da área é um bom jeito de colocar seus conhecimentos em prática e fortalecer o seu portfólio.

    Ainda, esse projeto pode ser material de divulgação para seu LinkedIn, fazendo parte do seu currículo e dos seus argumentos no momento da entrevista.

  5. Fazer treinamento para entrevistas

    Falando em entrevista, é extremamente improvável que você consiga completar sua recolocação profissional sem passar por uma. 

    A entrevista é o momento em que a empresa, representada pelo entrevistador, pode ter um contato mais profundo com os candidatos e testar suas habilidades. Portanto, é de seu interesse praticar e treinar a conversação, seja consigo mesmo em frente à câmera ou com o auxílio de um amigo/familiar. 

    Isso vai ser de grande ajuda para melhorar sua dicção, aprimorar suas respostas e te deixar mais confortável, relaxado e confiante durante a entrevista real.

  6. Buscar o auxílio de um RH especialista em outplacement;

    Se nada mais der certo e você estiver disposto a pagar por uma ajuda especializada, então contratar um RH pode ser tudo que você precisa.

    Em alguns casos de demissão, a própria empresa que demitiu faz questão de contratar um especialista em outplacement, que fica responsável por auxiliar você na busca por um novo emprego.

    Lembre-se que o RH sabe na pele o que outros recrutadores procuram quando querem preencher uma vaga. Ou seja, com um RH do seu lado, você poderá fazer todos os ajustes necessários e aumentar suas chances de ser contratado.

Por fim, uma oportunidade única para profissionais de TI!

A área de TI já sai na frente por ter uma série infindável de cursos e conteúdos, muitos deles gratuitos e de qualidade, que podem ampliar seu conhecimento técnico e reforçar o seu currículo.

Mas além disso, existe uma outra vantagem para o campo de TI: é um dos poucos em que a demanda por profissionais supera a oferta.

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, a Brasscom, o mercado brasileiro demanda 70 mil profissionais de TI, mas o país forma apenas 46 mil profissionais de TI por ano.

Por isso, se você está na área de TI e está em busca de um novo emprego, nós temos uma oportunidade excelente para você.

A Ivory Talent, especialista em recrutamento e seleção, está com inscrições abertas para o seu banco de talentos em TI. 

Então, se você é um profissional de TI, não perca essa oportunidade: é só acessar este link, preencher suas informações e pronto — você já entra na disputa por uma vaga no mercado de trabalho.

E esse foi o nosso texto de hoje! Se você gostou, não deixe de dar uma olhadinha nestes outros conteúdos:

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...