Ivory

Carregando...

Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Hard Skills: o que são, exemplos e como desenvolver

Hard Skills: o que são, exemplos e como desenvolver

Recursos Humanos - por Fernanda Pinheiro

profissional estudando e aprimorando suas hard skills
Entender o que são as hard skills é essencial para qualquer profissional de RH. Leia o texto para ver exemplos de hard skills e entender a diferença entre essas e as soft skills!

Você sabe o que são hard skills? Independente do cargo, função ou posição, as habilidades técnicas ou permanentes, em tradução livre do inglês, são de essência para qualquer profissional. 

Por isso, se você é um profissional de RH, ou se for o responsável pelos processos seletivos, é extremamente importante saber reconhecer as hard skills. 

Então, se quer entender um pouco melhor esse tema, este texto é para você! Continue lendo e descubra:

O que é uma hard skill?

Podemos definir as hard skills como técnicas ou habilidades ensináveis e fáceis de quantificar, e que são essenciais para realizar determinado tipo de trabalho. 

Não à toa, as hard skills costumam ser bastante enfatizadas nos CVs, tanto pelo lado dos profissionais como dos recrutadores.

Ou seja, nós aprendemos as hard skills estudando em bibliotecas, assistindo vídeo-aulas, fazendo cursos, participando de congressos e seminários, entre outras maneiras, e essas habilidades técnicas são centrais ao mundo do trabalho, visto que é a partir delas que um colaborador se torna apto a empenhar uma função. 

Contudo, é importante ressaltar que o desenvolvimento de hard skills não está limitado às salas de aula. Afinal, também é possível aprender essas habilidades na prática do mercado de trabalho, geralmente através de um mentor.

Em tempos mais antigos, por exemplo, os ferreiros ensinavam seus filhos a forjar metais e criar objetos na oficina de casa. Entretanto, em tempos mais atuais, o mercado de trabalho passou a demandar comprovações dessas hard skills.

Dessa forma, hoje em dia não basta saber fazer: é preciso também comprovar que você tem essas habilidades. É justamente por isso que muitas empresas requerem que os currículos dos candidatos apresentem os certificados dos cursos técnicos, especializações e graduações.

Quais são os exemplos de hard skills?

Apenas reforçando o que dissemos anteriormente, as hard skills fazem parte do rol de habilidades técnicas necessárias para um indivíduo empenhar determinado trabalho com sucesso. 

Alguns exemplos, na prática, de hard skills são:

  • conhecer linguagens de programação, como Python e JavaScript;
  • adquirir conhecimentos práticos em cursos online, como de marketing digital;
  • ter proficiência em uma língua estrangeira, a exemplo do inglês ou mandarim;
  • realizar cursos técnicos, como de operador de máquinas pesadas;
  • concluir uma graduação, fazer mestrado ou doutorado;
  • realizar uma especialização na sua área de atuação, entre outros.

Qual a diferença entre soft skill e hard skill?

Agora que você já entende um pouco melhor o que são hard skills, vamos falar da diferença entre essas e as soft skills.

Soft skills são habilidades sociais e comportamentais, necessárias para criar e manter boas relações no ambiente de trabalho.

Elas são essenciais porque, para trabalhar bem e de forma produtiva, os times das empresas precisam conviver bem e em harmonia. Mas, para isso, os colaboradores precisam ter empatia, agir com ética, ser flexível às mudanças, saber lidar com a pressão e escutar os outros, etc. 

Todos esses exemplos citados acima são considerados soft skills. A partir disso, fica mais fácil entender as diferenças com as hard skills.

Pois, embora também possam ser desenvolvidas e aprimoradas, as soft skills não são facilmente mensuráveis, ao contrário das hard skills. 

Afinal, durante um processo seletivo, como ter certeza que o candidato tem empatia ou lida bem com pressões sem vê-lo atuando no dia a dia? Mesmo utilizando ferramentas modernas de RH, é difícil avaliar isso com clareza antes de efetuar uma contratação.

Assim, para ser bem-sucedido e executar bem suas funções de trabalho, o profissional precisa combinar habilidades técnicas com habilidades sociais, hard skills e soft skills. 

E para trazer profissionais que possuam esses dois tipos de conhecimento, o seu processo seletivo precisa estar preparado para identificar as habilidades que a empresa e a posição requerem e, com isso, filtrar adequadamente os talentos.

Do contrário, é capaz que você traga para seu time um colaborador incompatível com sua cultura organizacional ou incapaz de realizar suas funções no trabalho. 

Por sua vez, isso levará a um aumento na taxa de turnover, diminuindo a produtividade da sua empresa e ampliando gastos com processos seletivos futuros.

Como desenvolver as hard skills?

Assim como dissemos no início do texto, as hard skills são aquelas habilidades técnicas ensináveis. Dessa forma, para desenvolvê-las, você pode contar com livros, apostilas, cursos, webinars, workshops, vídeo-aulas, exposições, congressos, seminários, podcasts e muito mais.

Entretanto, mesmo sabendo como desenvolver, é preciso antes entender qual hard skill mais vale à pena para você. E visto que você nunca terá tempo ou recursos para aprender tudo, essa não é uma escolha qualquer

Então, para descobrir as hard skills que você deveria investir, é preciso pensar e considerar alguns fatores. Agora, vamos abordar alguns deles.

Como identificar qual hard skill vale à pena desenvolver?

Reúna as hard skills que você já adquiriu

Não sabe qual hard skill desenvolver? Pode parecer pouca coisa, mas listar todas os cursos, workshops e certificados que você já adquiriu em sua carreira é um bom jeito de começar! 

Dessa forma, você será capaz de avaliar os pontos em que seu currículo é mais forte, bem como as partes que precisam de um reforço.

Avalie sua experiência profissional prévia

Se você já esteve ativo no mercado de trabalho, uma maneira simples de aprimorar suas hard skills e tornar sua candidatura mais competitiva nos processos seletivos é investindo em conhecimentos na sua área de atuação prévia.

Ou seja, vamos supor que você tem proficiência em inglês e já trabalhou informalmente ensinando o idioma. Partindo disso, uma boa forma de dar um up na sua carreira é fazendo um curso pedagógico de inglês. 

Assim, você estará somando sua experiência profissional com uma hard skill concreta e coerente com as vagas que deseja disputar.

Veja quais áreas de atuação são de seu interesse

Mas para entender como você deveria investir em seu conhecimento técnico, muitas vezes olhar para o passado não é o suficiente.

Seja por uma falta de motivação profissional em sua área de atuação prévia, ou por um interesse em um novo campo de conhecimento, olhar para outras possibilidades pode ser extremamente positivo.

A recolocação profissional, ou mudança de carreira, pode ser assustadora. Mas não se preocupe: existem métodos para transitar com sucesso, e não há preço para trabalhar com algo que a gente gosta, não é mesmo?

Confira a oferta de vagas no mercado de trabalho

Por fim, existe uma receita infalível para descobrir como investir seu tempo e energia no desenvolvimento de hard skills: basta observar o mercado de trabalho.

Independente do momento ou das condições da economia, sempre haverão alguns setores que estarão contratando mais e melhor do que outros. E há alguns anos, esse tem sido o caso de TI, por exemplo. 

Ao contrário do restante da economia, a área de tecnologia da inovação está apresentando um excesso de vagas e oferecendo remunerações bastante acima da média.

Por isso, se trabalhar em outro campo de atuação não for um problema para você, talvez a melhor opção seja observar o que o mercado de trabalho está demandando e adquirir as hard skills necessárias para disputar as vagas. Boa sorte!

E, com isso, a gente fica por aqui! Se você gostou do texto, não deixe de conferir também:

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...