Ivory

Carregando...

Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Gestão 4.0: o que é e como implementar nas empresas?

Gestão 4.0: o que é e como implementar nas empresas?

Transformação Digital - por Fernanda Pinheiro

gestao 4.0 conceito o que é como implementar gestão 4.0 startups
A gestão 4.0 é um conceito cada vez mais importante para se destacar no mundo dos negócios. Leia o texto, descubra o que é gestão 4.0 e veja como implementar na sua empresa com esses passos

Utilizar das novas tecnologias para otimizar seus processos internos é fundamental para ganhar produtividade e competitividade em relação aos seus concorrentes diretos. E é exatamente para isso que serve a gestão 4.0.

Neste texto, você vai entender tudo que precisa saber sobre esse tema. Continue com a gente para descobrir:

O que é gestão 4.0?

A gestão 4.0 é um conceito ligado à transformação digital e à quarta revolução industrial, também conhecida como indústria 4.0. Na base da gestão 4.0 estão três pilares: a automatização e a virtualização dos processos, bem como a integração dos diversos setores das empresas.

Ademais, o grande objetivo da gestão 4.0 é aumentar a satisfação do consumo e atender às expectativas dos clientes, cada vez maiores. 

Para tanto, há um foco enorme na personalização de bens e serviços, visando tornar a experiência de compra única, customizada às preferências de cada um. E, nesse sentido, a extração e análise de quantidades massivas de dados (big data) é extremamente relevante para implementar com sucesso a gestão 4.0.

Pois, é justamente a partir desse processamento de informações que é possível entender — e até prever — os hábitos e preferências dos consumidores. E tudo isso facilita bastante a vida dos gestores, que não precisam mais se basear apenas em suas intuições de negócios para tomar decisões importantes.

No entanto, muitos ainda acreditam que a gestão 4.0 é algo exclusivo para grandes indústrias e empresas multinacionais. Mas essa visão em nada condiz com a realidade.

Na verdade, é justamente nas PMEs (pequenas e médias empresas) e nas startups que a gestão 4.0 mais se faz necessária. Afinal, essas empresas costumam contar com uma escala muito menor do que seus competidores tradicionais. 

Ou seja, para conseguir competir no mesmo nível, a produtividade e a qualidade do serviço das startups e das pequenas e médias empresas precisa ser muito maior, uma vez que não contam com economias de escopo e de escala, tampouco com a tradição e a experiência das empresas tradicionais.

Quais são os princípios da gestão 4.0?

Foco na experiência do cliente

Como falamos na seção anterior, o grande foco da gestão 4.0 é garantir uma boa experiência de consumo para os clientes. Esse é o princípio fundador da gestão 4.0, e para isso é fundamental entender os desejos e necessidades dos seus consumidores.

Então, conseguir feedback com seus clientes, identificar pontos de melhoria e atuar em cima desses pontos é uma excelente estratégia para melhorar os seus produtos e satisfazer ainda mais a sua freguesia.

Automação dos processos

A automação é um caminho sem volta e que está impactando diversas esferas das nossas vidas pessoais e profissionais.

De empilhadeiras e veículos guiados (AGVs) gerenciando estoques a chatbots que atendem milhões de consumidores, automatizar os processos internos é fundamental para ganhar produtividade e reduzir custos. Em especial, quando o volume de operações é gigantesco.

Integração dos setores

A integração dos setores é outro pilar fundamental para a gestão 4.0. Isso porque ao interligar o fluxo de operações em sua empresa, conectando seus diversos setores, você consegue identificar gargalos de produtividade, pontos de otimização, além de aprofundar a comunicação interna.

Além disso, a integração dos setores é importante para fortalecer a cultura organizacional da sua empresa. E isso, por sua vez, também pode trazer diversos benefícios, como melhorar a qualidade de vida no trabalho dos seus colaboradores.

Transformação digital

A transformação digital é um processo que se vale da tecnologia para otimizar, atualizar e reestruturar recursos, culturas organizacionais e experiências de consumo. 

Dessa forma, a gestão 4.0 tem tudo a ver com a transformação digital. A computação em nuvem, por exemplo, reduz gastos com armazenamento de arquivos e agiliza o compartilhamento de informações entre colaboradores.

Por isso, se sua empresa ainda não começou seu processo de digitalização, esse é um bom caminho para começar a implementar a gestão 4.0.

Como implementar a gestão 4.0 nas empresas?

Agora que você já sabe o que é e quais são seus princípios, vamos mostrar como implementar a gestão 4.0 na sua empresa. Para isso, nós separamos 3 passos fundamentais para levar a sua gestão ao próximo nível. Confira!

Comece a coletar e utilizar dados

Sem uma coleta massiva de dados, é extremamente difícil otimizar os processos internos da sua empresa e adaptá-la para o presente tecnológico. 

Por isso, o primeiro passo para implementar a gestão 4.0 é extrair e analisar dados. E, aqui, é importante destacar que a fonte desses dados pode variar de negócio para negócio. 

Por exemplo, se você é um varejista digital, é fundamental coletar dados de como os consumidores estão utilizando a sua loja, por quais canais eles a acessam, que produtos estão comprando, qual o horário que eles mais compram, etc.

Por outro lado, se o seu negócio for uma fábrica de software, os dados coletados serão bem diferentes. Você pode procurar saber quantas linhas de código seus devs conseguem escrever por hora, que horas eles conseguem ser mais produtivos, quais são os bugs que mais aparecem, quais os momentos do ciclo de desenvolvimento que mais apresentam gargalos, etc.

Digitalize seus processos

A transformação digital dos processos é um dos pilares mais importantes da gestão 4.0. Pois, é a partir dessa digitalização que sua empresa começará a ganhar produtividade, reduzindo custos internos, agilizando as tarefas e melhorando a qualidade dos produtos.

Além disso, a digitalização dos processos é fundamental para poder corrigir erros e otimizar sua estrutura produtiva. Isso porque quando os processos são digitais, é possível coletar dados sobre eles.

E esses dados, após analisados, são essenciais para ter novos insights, fazer ajustes necessários e destravar a inovação nas empresas.

Invista em manutenção preventiva

A manutenção faz parte de qualquer tipo de negócio: máquinas quebram, cadeias logísticas são rompidas, pessoas adoecem, etc.

Então, ao investir na manutenção preventiva, você pode não apenas evitar esses imprevistos, como garantir que seus recursos mais valiosos trabalharão sempre nas melhores condições possíveis.

Além disso, quando você tem um sistema avançado de dados, é possível até mesmo fazer uma manutenção preditiva.

Isto é, através de uma inteligência artificial municiada com a capacidade de analisar falhas de sistema, desafios logísticos, gaps na cadeia produtiva etc., essa inteligência é capaz de prever, com certa precisão, quando será necessário fazer uma nova revisão.

Como consequência disso, há uma brutal redução nos custos de manutenção, e uma forte melhoria na performance da sua estrutura produtiva.

E, com isso, a gente encerra o texto de hoje! Se você gostou, então não pode deixar de conferir também:

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...