Ivory

Carregando...

Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Como dar feedback: 6 passos para avaliar sua equipe de maneira efetiva

Como dar feedback: 6 passos para avaliar sua equipe de maneira efetiva

Recursos Humanos - por Fernanda Pinheiro

como dar feedback para colaboradores
Saber como dar feedback pode fazer toda a diferença para a performance dos membros de uma empresa. Descubra por que o feedback é importante, e veja 6 passos para aprender como dar feedback para sua equipe e avaliar melhor seus colaboradores!

Independente do seu campo de atividade, em algum momento você terá que oferecer um parecer sobre o desempenho de algum colega de trabalho, não é mesmo? Contudo, muitas pessoas não sabem como dar feedback, principalmente se este for negativo ou conter críticas, implícitas ou explícitas, a alguém que você convive diariamente.

No entanto, é extremamente importante entender como fazer essa avaliação e oferecer esse retorno para as pessoas que trabalham com você. Pois só assim muitos indivíduos podem compreender seus erros, aprender com eles e se tornar melhores colaboradores.

Então, se você quer aprender como fazer avaliações construtivas do desempenho de colegas e amigos de trabalho, este texto foi feito sob medida para você! 

Continue com a gente para descobrir:

Por que é tão importante saber como dar feedback?

Todo bom feedback contém informações ricas sobre a performance de alguém, sendo essencial para estimular acertos, consertar erros e promover o crescimento pessoal e profissional.

Isso porque muitas vezes nós precisamos da visão de alguém de fora para enxergar melhor como está o nosso desempenho no trabalho. 

Afinal, é difícil ser imparcial consigo mesmo, e é comum que as pessoas façam avaliações enviesadas sobre seu próprio empenho, para mais ou para menos.

Dessa forma, o feedback é fundamental para oferecer uma avaliação externa honesta e estimular o autoconhecimento dos colaboradores. 

A partir disso, os indivíduos terão uma noção muito melhor do que deve ser feito e ajustado para trabalharem com mais atenção, dedicação e produtividade.

Contudo, o feedback também tem um outro papel extremamente importante, que é reconhecer e estimular o bom desempenho dos colaboradores.

Muitos não sabem, mas a apreciação no ambiente de trabalho é essencial para motivar os funcionários da sua empresa e incentivá-los a irem além.

Pois, assim como as críticas destrutivas podem minar a vontade de trabalhar, a falta de avaliações positivas quando o colaborador é dedicado e está se saindo bem também pode.

Por isso, oferecer feedbacks positivos e mostrar reconhecimento pelos méritos e conquistas é fundamental para estimular o bom trabalho e minimizar a possibilidade de turnover.

E, por fim, saber como dar feedback pode até incentivar uma aproximação entre os seus colaboradores. 

Pois quando a avaliação é construtiva, você deixa de fazer um julgamento crítico e passa a oferecer oferecendo dicas valiosas do que fazer para melhorar.

Assim, a pessoa sente que o seu intuito é realmente de ajudar, e não de menosprezá-la ou fazê-la se sentir de alguma forma inferiorizada.

Qual a diferença entre feedback positivo e negativo?

O que realmente diferencia um feedback positivo de um negativo é a intenção do avaliador. Ou seja, se for honesto e construtivo, o feedback é positivo, já que a intenção é ajudar o outro a se tornar um colaborador melhor em seu jeito de agir e trabalhar.

Por outro lado, se a ideia for criticar por criticar, sem oferecer sugestões concretas de melhora nem reconhecer o que foi feito de positivo, o feedback é destrutivo, e pode até ter um impacto ainda mais negativo sobre o desempenho da pessoa. 

Se você já esteve de algum dos lados do feedback, provavelmente sabe que, a depender da situação, pode ser um pouco difícil ou constrangedora. Mas não precisa sê-lo!

Na maioria das vezes, a grande dificuldade na hora do feedback está justamente em saber diferenciar a crítica construtiva dessa crítica destrutiva.

E é justamente por isso que entender como dar feedback se tornou uma das soft skills mais importantes e relevantes para as organizações.

Pronto, agora que você já viu porque o feedback é tão importante e qual a diferença entre críticas construtivas e destrutivas, está na hora de colocar a mão na massa. 

E para isso, nós separamos 6 passos para dar feedback com sucesso para sua equipe. Confira!

Como dar feedback para sua equipe em 6 passos?

1. Peça permissão antes de dar feedback

Pode parecer pouca coisa, mas o primeiro passo para um feedback bem-sucedido é perguntar para outra pessoa se ela está disponível no momento. 

Afinal, se a pessoa está trabalhando e não requisitou uma avaliação sua, é importante respeitar o tempo dela e pedir permissão prévia antes de avaliá-la.

Dias mais corridos ou estressantes, por exemplo, podem não ser a melhor instância para realizar a avaliação, e apenas perguntar “você tem um minutinho para conversar?”, antes de começar, pode fazer toda a diferença na forma que ela recebe o seu feedback.

2. Utilize exemplos reais sempre que possível 

Lembra quando falamos da diferença entre feedback positivo e negativo? Outra diferença crucial entre esses dois é oferecer exemplos específicos e concretos de como fazer melhor.

Para tanto, é preciso observar com atenção como o colaborador está se empenhando em suas funções e atividades de rotina. E, a partir daí, oferecer dicas e apontar a ele possíveis maneiras de trabalhar de forma mais empenhada, organizada e produtiva.

Então, ao invés de questionar agressivamente porque a pessoa não é ativa nas reuniões, por exemplo, você pode afirmar que sente falta de escutar a opinião dela sobre determinados assuntos em pauta.

3. Demonstre o impacto das suas sugestões

Seguindo a linha da dica anterior, sempre que for fazer um feedback, é extremamente importante trazer exemplos reais dos impactos das suas sugestões.

Pois ao mostrar as consequências diretas de determinados comportamentos, você demonstra na prática porque é importante que a pessoa leve o seu feedback em consideração.

Assim, se uma pessoa está se ausentando do trabalho, é muito melhor mostrar como esse absenteísmo impactou a organização (sobrecarregando outros colaboradores, dificultando o atendimento aos clientes, etc.) do que simplesmente pedir que ela não se atrase.

4. Deixe a outra pessoa participar da conversa

Um grande problema que muitos enfrentam na hora de dar um feedback é falar demais e escutar de menos. Saber como dar feedback não envolve apenas expor suas críticas e opiniões, mas também escutar o que o outro tem a dizer sobre elas.

Por isso, após fazer suas considerações, tente pausar um pouco e deixe a pessoa do outro lado da mesa pensar e reagir ao que disse.

Além de evitar que a conversa se transforme em um monólogo, isso é importante para que a pessoa também possa oferecer seu feedback, caso deseje.

5. Finalize com passos concretos

Após fazer suas avaliações e escutar a reação do outro colaborador ao seu feedback, é importante transformar o diálogo em ações concretas. 

Afinal, de quê adianta separar um tempo do seu dia e do seu colega para fazer um feedback, se depois da conversa tudo permanecer igual?

Por isso, tente finalizar o feedback chegando a passos ou medidas concretas para a pessoa mudar seu comportamento e agir de forma melhor no trabalho. 

E acredite: se esse processo for bem conduzido, são grandes as chances da pessoa agradecer você por ter tomado seu tempo e atenção para ajudá-la.

6. Faça do feedback uma atividade regular

Após terminar sua sessão, é importante não deixar que a conversa acabe por aqui.

Tornar o feedback em uma atividade regular é importante para acompanhar a evolução do colaborador e verificar se as medidas que foram definidas estão, de fato, sendo seguidas.

Além disso, essas sessões de avaliação podem ser uma boa forma de se aproximar do colaborador e criar uma conexão mais profunda entre vocês dois. 

E, a partir disso, futuras conversas se tornarão muito mais fáceis, melhorando ainda mais esse processo de oferecer feedbacks honestos, positivos e construtivos.

Assim, a gente encerra por aqui o nosso texto de hoje! 

Gostou desse conteúdo e quer continuar aprendendo? Então não deixe de conferir também:

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...