Ivory

Carregando...

Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Cadeia de suprimentos: o que é, importância e exemplos práticos

Cadeia de suprimentos: o que é, importância e exemplos práticos

Tecnologia e Inovação - por Fernanda Pinheiro

Gerenciar bem a cadeia de suprimentos é necessário para otimizar sua produção e melhorar a oferta de bens e serviços. Leia o texto e descubra o que é cadeia de suprimentos, qual sua importância, e veja exemplos práticos de como funciona a supply chain!

Entender como funciona a cadeia de suprimentos, ou supply chain, é essencial para reduzir seus custos de produção, aumentar sua lucratividade e garantir um bom atendimento ao consumidor final.

Ao longo deste texto, você vai descobrir:

O que é cadeia de suprimentos?

A cadeia de suprimentos (supply chain) é uma rede, que conecta empresas e fornecedores, com o objetivo de produzir e distribuir produtos ao consumidor final. No geral, essa rede é composta por diferentes atividades, pessoas, entidades e recursos, e em certos casos pode se tornar um emaranhado complexo e extenso.

Além disso, a cadeia de suprimentos também representa as etapas necessárias para transformar um bem ou serviço do seu estado original ao seu estágio final. Isto é, aquele ponto em que o produto está finalizado e pode ser comercializado diretamente aos compradores.

Para tanto, a cadeia de suprimentos requer uma série de passos, que geralmente se iniciam com o transporte e transformação da matéria-prima em produtos finais. Então, com esses produtos em mãos, as empresas precisam escoar ou distribuir para o consumidor final.

Dessa forma, a supply chain envolve entidades como produtores, vendedores, depósitos e armazéns, transportadores, centros de distribuição, varejistas, entre outros.

Assim, caso esteja bem estruturada e articulada, a cadeia de suprimentos pode levar a uma redução significativa dos custos e do tempo de produção.

Por isso, também, que uma boa dica para melhorar o gerenciamento da sua cadeia de suprimentos é priorizar fornecedores confiáveis, capazes de entregar insumos de qualidade, de acordo com as necessidades do seu negócio, e no tempo adequado, para não causar atrasos na sua linha de produção.

Qual a importância da cadeia de suprimentos?

O gerenciamento da supply chain é uma parte fundamental na estrutura de negócios das empresas. Requer bastante experiência, habilidade e coordenação para construir as ligações necessárias na cadeia de suprimentos.

Isso porque a quebra de um elo pode contaminar o restante da cadeia, afetando todas as entidades envolvidas. Assim, pode haver um encarecimento da produção dos bens, reduzindo a lucratividade e podendo levar até mesmo a uma parada abrupta do fornecimento dos produtos.

Em 2020, essa situação ocorreu em muitas cadeias de suprimentos devido aos efeitos do coronavírus, que em certo momento levou à interrupção de muitos negócios.

Um exemplo prático dessa quebra na supply chain ocorreu no setor de bebidas brasileiro: após terem que interromper suas atividades por algumas semanas, os fornecedores de garrafas foram incapazes de atender às demandas de fabricantes de cerveja, sucos, refrigerantes, etc.

Por causa disso, empresas como Heineken e Aurora tiveram que reduzir o ritmo da sua atividade — ou até mesmo suspender sua produção parcialmente.

Dessa forma, reduz-se a oferta desses produtos, desestabilizando o equilíbrio de mercado. Isso pode desabastecer o varejo e levar a uma inflação de produtos. Aliás, esse foi um dos motivos que explica a alta inflação de alimentos em 2020, que foi quase duas vezes o valor de 2019. 

Por isso, o bom manejo da supply chain é extremamente importante para todas os sujeitos que participam dela — inclusive o consumidor final.

E, se bem feita, o gerenciamento da cadeia de suprimentos pode reduzir significativamente os custos e impulsionar a lucratividade das empresas, pontos fundamentais para tornar sua empresa mais competitiva no mercado.

Confira também: Transformação Digital na Logística – os impactos e benefícios

Como funciona uma supply chain?

exemplo visual cadeia de suprimentos supply chain imagem
Exemplo visual de como funciona uma cadeia de suprimentos. As peças-chave dessa cadeia são, em sentido horário: matéria-prima, fornecedor, fabricante, distribuidor, varejista e consumidor.

Agora que você entendeu o que é cadeia de suprimentos e qual sua importância, vamos abordar exemplos práticos de como funciona um supply chain. Para tanto, o primeiro passo é entender quais são os 4 elementos que tipicamente constituem uma cadeia de suprimentos. São eles:

Quem faz parte da cadeia de suprimentos?

  1. Fornecedores 

    Os fornecedores usam matéria-prima para realizar a fabricação de insumos, que serão utilizados pela indústria de transformação para produzir bens. Então, os fornecedores precisam de uma empresa para realizar a extração dessa matéria-prima, e uma segunda para realizar o transporte da matéria até a sua localidade.

  2. Fabricantes

    A partir dos insumos comprados de seus fornecedores, os fabricantes desenvolvem produtos que serão comercializados ao consumidor final. Dessa forma, os fabricantes precisam de um fornecedor e de um transportador para levar esses insumos até as fábricas.

  3. Distribuidor

    Com o produto final em mãos, o distribuidor utiliza seus centros de distribuição (CDs) para levar os produtos dos fabricantes até o varejo. Lá, eles ficarão disponíveis para o consumidor final.

  4.  Varejista

    Após receber os produtos das mãos dos distribuidores, o varejista os coloca à venda, para serem adquiridos pelas pessoas. Então, além de ser responsável por vender as mercadorias, o varejista é quem sinaliza ao restante da cadeia se deve reduzir, aumentar ou manter o nível de produção. Pois, ao medir a demanda pelos produtos, é possível entender se há estoque mínimo para evitar um desabastecimento de mercadoria.

Pronto, entendendo agora quem são os participantes da supply chain, vamos mostrar na prática como funciona uma cadeia de suprimentos. Confira!

Exemplo prático de uma cadeia de suprimentos

Imagine que um consumidor queira comprar uma mesa de madeira para seu escritório home-office. Até chegar às mãos desse cliente, essa mesa passa por uma série de processos, começando pela extração da matéria-prima.

Então, o primeiro passo dessa cadeia de suprimentos é a plantação das árvores, que eventualmente terão suas madeiras extraídas pelos fornecedores.

Logo após, a madeira, bem como outros tipos de matéria-prima, como pregos e tinta, serão transportados dos fornecedores até o fabricante. Lá, ocorre a transformação de todos esses insumos em um produto final: a mesa de madeira para escritório.

Assim, concluída a etapa de fabricação, os distribuidores ficarão encarregados de transportar a mesa até os varejistas. Essa é a última etapa da cadeia de suprimentos, finalizada com a compra do produto pelo consumidor final.

Vale ressaltar que esse é um exemplo bastante simplificado de como funciona uma cadeia de suprimentos. Não tratamos aqui de algumas variáveis cruciais, como o tempo e a distância entre cada elo da supply chain, bem como a qualidade dos insumos e do transporte. 

No caso de carnes, por exemplo, é necessário transportar o produto em caminhões adequados, em que a mercadoria fique resfriada todo o período. 

Além disso, a depender do tipo de produção, etapas adicionais podem ser necessárias: para produzir um smartphone, são necessários inúmeros fornecedores, alguns inclusive em diferentes países. Nesse caso, é preciso um trabalho especial de logística, para garantir que todos os insumos estarão sempre disponíveis para a manufatura.

Assim, ficamos por aqui! Se você gostou desse conteúdo, confira também:

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...