Ivory IT

Blog

  • Home »
  • Blog »
  • Comunicação: 3 razões pelo qual ela é ainda mais importante em 2018

Comunicação: 3 razões pelo qual ela é ainda mais importante em 2018

Tecnologia e Inovação - por Fernanda Pinheiro

Comunicação

Comunicação em 2018.

A cada novo ano diversos blogs divulgam inúmeras listas com instruções e fórmulas mágicas que os empreendedores devem adotar para melhorar a comunicação de suas empresas. Mas concorda que o conselho do senso comum não muda com o calendário?

Quando se trata de comunicação interna, o que foi importante no ano passado permanecerá nesse novo ano e continuará valendo para os próximos anos. Você quer saber o que realmente muda? O número de ferramentas que o mercado disponibiliza para atingir tais objetivos.

Dito isto, há um ponto interessante a respeito da proliferação de plataformas de comunicação empresarial. Veja se você concorda:

Segundo Alan Lepofsky, analista principal da Constellation Research: “E-mail, bate-papo, blogs, wikis, e conversas interativas como o slack. Nós estamos muito mais móvel do que nunca e muito mais nuvem do que antes. Mas estes não mudaram fundamentalmente a maneira como descobrimos, criamos e compartilhamos ideias”.

É por isso que a prioridade número um da comunicação interna em 2018 não é apenas investir em ferramentas como rede sociais empresariais e aplicativos da empresa – que classificam primeiro e segundo dos canais em que as organizações são mais propensas a gastar – mas sim identificar  quais são os desafios específicos do seu local de trabalho.

Fazer isso permitirá que você faça as decisões de plataforma mais sensatas e desenvolva estratégias para usá-las, concorda?

1. A comunicação precisa ser mais rápida do que o ritmo acelerado da mudança

“Não é a mais forte das espécies que sobrevive, nem a mais inteligente… É o que é o mais adaptável à mudança”. Você já ouviu esse dizer de Charles Darwin?

A medida que a tecnologia continua a evoluir a um ritmo cada vez mais rápido, com implicações profundas que afetam todos os aspectos de nossas vidas, o gerenciamento de mudanças tornou-se uma fonte chave de competitividade corporativa.

Claro, nem todo mundo gosta de mudanças, e no mundo dos negócios lidar com a resistência nos processos de comunicação interna é algo comum. A organização deve definir em qual padrão os funcionários devem espelhar para que possam interagir uns com os outros e clientes.

A comunicação define a cultura do local de trabalho além de refletir diretamente na marca. Os boletins informativos semanais e os e-mails já não são formas efetivas de transmitir mensagens. É cada vez mais essencial que os canais internos sejam imediatos, direcionados, mensuráveis e móveis.

Mais importante, eles devem ser mais rápidos do que a velocidade da mudança. Embora você não possa fazer as pessoas se sentir 100% confortáveis com a mudança, você poderá minimizar o seu desconforto.

O primeiro passo para descobrir como gerenciar a mudança é entender porque as pessoas estão resistindo. As ferramentas que facilitam a coleta de feedback dos resistores irão melhorar o processo que, em última instância leva à aceitação.

2. Não pode existir lacunas na comunicação interna de uma empresa

No início de 2017 saíram algumas notícias falando sobre como os milênios haviam ultrapassados os  baby boomers para se tornarem o maior setor da força de trabalho. Apontaram que os membros da geração Z começaram a realizar seus primeiros trabalhos em tempo integral.

O que isso significa é que criar um local de trabalho envolvente para funcionários multigeracionais requer estratégias para abordar uma ampla gama de valores e estilos de comunicação às vezes conflitantes.

A comunicação efetiva com funcionários mais velhos assume um significado adicional ao considerar que os trabalhadores que se aproximou ou se aproxima da idade tradicional de aposentadoria de 65 anos são atualmente o segmento mais crescente da força de trabalho no Brasil.

Uma pesquisa recente da Society for Human Resource Management realizada em parceria com a AARP, descobriu que quase metade de todos empregadores pensam que a perda de trabalhadores mais velhos na próxima década será um problema.

Para abordá-lo muitas empresas começaram a instituir programas de mentoria que incentive os funcionários mais jovens a aprender com seus colegas mais velhos. A pesquisa também sugere que colocar trabalhadores velhos e jovens aumenta o desempenho de ambos os grupos.

Um benefício adicional da geração mais velha são seus hábitos de trabalho relativamente estáveis em comparação com milênios, mais de 90% dos quais esperam empregos para durar menos de 3 anos.

Tais atitudes  tornam os funcionários de longo prazo ainda mais valioso. Tente encontrar maneiras de se comunicar e abraçar os relacionamentos benéficos que podem ser promovidos entre trabalhadores de todas as idades.

3. Comunicação Trickle-Down é uma falha

A maioria das empresas disseminam suas informações de cima para baixo, isto é através de suas hierarquias.  Esse costume resulta em atrasos, feedback limitado e uma dependência dos esforços dos indivíduos ao longo da cadeia de comunicação, concorda?

Muitas informações saem – o problema é que a maioria não está chegando nas pessoas que mais precisam – ou seja, as que realmente estão fazendo o trabalho. Colocar a responsabilidade pela comunicação interna na mão  de funcionários em todos os níveis de sua organização pode tornar esta cadeia muito mais efetiva.

O fornecimento de gerenciamento intermediário em particular com ferramentas de comunicação robustas e móveis permitirá que sejam melhores líderes.

A comunicação interna dispersa e bidirecional apresenta uma oportunidade valiosa para as empresas entenderem melhor sua força de trabalho, levando em última instância a gerentes melhor informados e a decisões de gerenciamento mais eficazes.

Conclusão

Os pontos de contatos que os funcionários têm com seus locais de trabalho desempenham um papel vital na forma como eles ficam motivados, informados e comprometidos com o que eles fazem.

Assim como a tecnologia se tornou uma parte crucial de nossas vidas pessoais, o ambiente tecnológico no local de trabalho é de grande importância para a experiência dos funcionários.

Nesta era transformadora de organizações hipermodernas, a competitividade depende da capacidade de gerenciar a mudança.

Permitir que a sua força trabalho se envolva com colegas de trabalhos e informações onde quer que estejam e sempre que eles escolherem favorece para um ambiente de trabalho positivo necessário para que as empresas prosperem.

O que você tem feito pela comunicação interna da sua empresa? Me envie um e-mail fernanda.pinheiro@ivoryit.com.br. Será ótimo ter você por perto.

Cadastre-se para receber as novidades

Enviando...